A amizade entre o inglês Graham Russel e o australiano Russel Hitchcock começou na óperarock Jesus Christ Superstar, onde eles tocavam e cantavam sob a direção do pianista Frank Smith, que mais tarde colaborou com a dupla em algumas canções.

O musical foi encenado em Melbourne, no início dos anos 70, Graham e Russel integravam o elenco de músicos e também faziam parte do coro do espetáculo, daí se tornaram parceiros. Gravaram seu primeiro álbum em 1976, mas só ficaram conhecidos como Air Supply a partir do ano seguinte, com o lançamento Love & Other Bruises.

O álbum estreou nas paradas australianas com as músicas ‘Love and Other Bruises’ no 2º lugar e ‘Empty Pages’ em 18º, atraindo a atenção do cantor Rod Stewart, que os convidou para abrir os shows de sua turnê pelos Estados Unidos e Canadá.

O terceiro álbum saiu enquanto eles faziam as malas. The Whole Thing Startedtambém foi lançado em 77, acrescentando mais uma canção à parada local. ‘Do What You Do’ ocupou o 16º lugar e em apenas um ano eles conseguiram mais do que poderiam supor, fazendo valer a máxima do “junte-se aos bons…”. De fato, a visibilidade proporcionada pela associação a Rod Stewart foi fundamental para impulsionar a carreira do Air Supply, embora hoje não passe de um detalhe na história musical da dupla.

Life Suport, gravado em 1978 e lançado em 79, emplacou o hit ‘Lost in Love’ no 1º lugar da parada australiana e também fez sucesso nos Estados Unidos numa outra versão. No ano seguinte eles já eram artistas da Arista Records, com um álbum de estréia multiplatinado pelos hits ‘All Out of Love’, ‘Every Woman in the World’ e a faixa-título ‘Lost in Love’, que ocuparam o 2º, o 3º e o 5º lugar do Top 5 americano — o primeiro de oito deles. Além disso, o Air Supply foi proclamado Melhor Grupo Pop e recebeu vários prêmios de melhor canção.

Em 1981, The One That You Love foi eleito o segundo melhor álbum do ano nos Estados Unidos, rendendo à dupla um BIM Award e mais seis discos de platina pelas músicas ‘Here I Am’, ‘Sweet Dreams’ e a faixa-título. O álbum de 1982 também foi multiplatinado, assim como os demais que surgiram no decorrer da década. Então, em 1988, Graham e Russel partiram para carreiras-solo, voltando a se reunir anos depois, quando vieram os álbuns Vanishing Race (1993), News From Nowhere (1995), The Book of Love (1997) e algumas coletâneas. Nesta década lançaram Yours Truly (2001), Across the Concrete Sky e Forever Love (2003).

Na definição deles, “air supply é o ar essencial para a sobrevivência da música romântica que agrada pessoas no mundo inteiro”, e de romantismo Graham Russel entende bem sendoi o principal letrista da dupla. Desde que essa aventura começou, ele compôs umas 300 canções, além de ser muito bom com melodias, como ele mesmo diz, por influência dos Beatles, Frank Sinatra e dos discos de Tony Bennett que ouviu na adolescência.

Por Paula Guedes


Website: www.airsupply-online.com